Menu
23 de janeiro de 2020 • Ano 9
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Literatura

Professor da UFGD lança livro sobre aplicação da Lei de Drogas do Brasil

Obra 'Pela metade A Lei de Drogas do Brasil' será lançado no mês de dezembro

30 Nov2019Da redação14h55

Fruto de uma pesquisa feita entre 2011 e 2015, o livro Pela metade – A Lei de Drogas do Brasil, de autoria do professor Marcelo da Silveira Campos, da Faculdade de Ciências Humanas (FCH) da UFGD, será lançado no mês de dezembro em duas importantes capitais do País. Com uma abordagem específica sobre a chamada Lei de Drogas (Lei Nº 11.343, de 2006) – desde sua formulação, no Congresso Nacional, até sua aplicação no sistema de justiça criminal – o livro é o resultado da tese de doutorado do docente, defendida no Departamento de Sociologia da Universidade de São Paulo (USP).

Considerada pelo professor Rodrigo Ghiringhelli de Azevedo, da Escola de Direito da PUCRS, como o principal trabalho sobre o impacto da Lei de Drogas no sistema de justiça criminal brasileiro, a tese de Marcelo reúne dados estatísticos do Brasil e da cidade de São Paulo/SP, além de entrevistas com importantes figuras do debate público sobre tema e a análise do andamento de um processo judicial típico, apresentando um panorama amplo e esclarecedor acerca dos resultados nada satisfatórios de uma reforma legal e as possibilidades de avanço, em diálogo com a experiência canadense sobre a mesma temática.

Já lançado no mês de outubro em Minas Gerais, na cidade de Caxambu, o livro agora será apresentado pelo autor no Rio de Janeiro/RJ, no dia 3 de dezembro, às 18h30, na livraria Leonardo da Vinci. O lançamento também será realizado na capital paulista, em duas ocasiões: de 9 a 11 de dezembro, durante o V Seminário Internacional de Pesquisa em Prisão, na USP, e no dia 12 de dezembro, a partir de 18h30, no bar Balcão.

Trajetória -  Vinculado à Faculdade de Ciências Humanas da UFGD, Marcelos da Silveira Campos é mestre em Ciência Política pela UNICAMP e doutor em Sociologia pela USP, com doutorado sanduíche pela University of Ottawa. Atualmente é pós-doutorando e pesquisador no Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia de Estudos Comparados em Administração de Conflitos (INCT-InEAC), além de atuar na UFGD, como professor adjunto desde 2015, e na USP, como professor convidado da Faculdade de Medicina.

Escolhido como autor do melhor trabalho em Ciências Criminais do Brasil pelo Instituto Brasileiro de Ciências Criminais (IBCCRIM), em 2010, o docente foi, ainda, pesquisador visitante na Cátedra Canadense de Pesquisa em Tradições Jurídicas e Racionalidade Penal. Em Mato Grosso do Sul, desenvolve pesquisas sobre homicídio, tráfico e violência na região de fronteira.

Veja Também