Campo Grande •21 de Janeiro de 2018  • Ano 7
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full banner águas guariroba - campanha dezembro

Da redação | Sexta, 11 de Agosto de 2017 - 07h54Premiado pela Fundação de Cultura, “Revolução” estreia nesta sexta-feira na CapitalTodas são gratuitas e possuem intérprete em libras, com intuito de ampliar acesso do público

(Foto: Divulgação)

Premiado pela Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS), o espetáculo “Revolução”, do Teatral Grupo de Risco, estreia nesta sexta-feira (11.8) em duas apresentações muito especiais e gratuitas: na Escola Municipal Profª Irene Szukala, às 15h30 e no Teatro de Arena da Orla Morena, às 19h.

Os atores encenam o espetáculo mais uma vez no dia 12 de agosto (sábado), encerrando na praça Ary Coelho, às 17h30, o ciclo de três apresentações previstas para a estreia. Todas são gratuitas e possuem intérprete em libras, com o intuito de ampliar o acesso do público.

O espetáculo é uma adaptação do texto original “A Revolução na América do Sul”, de Augusto Boal, e compõe o projeto “A Revolução”, contemplado por meio do Prêmio Rubens Corrêa 2015/2016, via Governo do Estado, por meio da Secretaria de Cultura e Cidadania (SECC) e FCMS.

A peça foi construída coletivamente por meio de pesquisas sobre o teatro do oprimido, teorizado por Augusto Boal. “A Revolução na América do Sul” foi montado originalmente em 1960 e retratava a situação conflituosa no país, no auge da desesperança e repressão. Porém, nos dias atuais, a situação é bastante semelhante. O contexto político entremeia todo o roteiro da adaptação de montagem.

Montado como espetáculo de rua, “Revolução” desenrola a história de um operário que busca a melhoria de salário e é despedido de seu emprego assim que o consegue. Zequinha Tapioca, também operário, tenta organizar uma revolução e se torna um dos candidatos à presidência da república.

É ano eleitoral. Conchavos políticos e midiáticos são travados enquanto José da Silva e sua mulher tentam sobreviver e alimentar 11 crianças. Disputa de poder. Miséria. Ganância. O retrato desastroso de uma pátria combalida e conspurcada. Com irreverência e graça o elenco encena o espetáculo que provoca o riso e a indignação.

“Revolução” marca os 29 anos de atuação do Teatral Grupo de Risco (TGR), que aniversaria este mês. É parte da trajetória de debates do grupo e da ideologia política expressada nos seus trabalhos.

Ficha Técnica

Elenco: André Tristão, Ewerton Goulart, Fernanda Kunzler e Yago Garcia

Cenário: Márcia Gomes

Cenário Virtual: Rafael Mareco

Arte visual/Fotos: Helton Perez – Vaca Azul

Tradutor Intérprete de Libras: Giliard Bronner Kelm

Duração: 55 minutos

Veja Também
CineMIS de Férias é opção de entretenimento gratuito para a criançada
Centro Cultural lança edital para seleção de instrutores de cursos de artes
Governo anuncia recursos e mais segurança ao carnaval de Corumbá
Segunda, 8 de Janeiro de 2018 - 10h06Sesc Corumbá terá mostra de cinema durante as férias Sessões começam no dia 10 de janeiro e seguem até o dia 27
MIS inicia 2018 com exibição gratuita do curta Tentei no Cine Café
Capital terá conselho fiscal da cultura e eventos em 2018
Campo Grande têm o primeiro grito de carnaval sábado
MP pede inquérito sobre conta de propinas atribuída a Dirceu e Lula
MIS encerra atividades com exposição e entrega de certificados do curso de documentário
Aprovado projeto que homenageia poetas e poesias em MS
Square notícias UCI 2018
Vídeos
Diário Digital no Facebook
DothNews
DothShop
Rec banner - Patio central
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2018 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento