Campo Grande •24 de Novembro de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full banner Governo - Governo Presente - Matrícula

Da Agência Brasil | Segunda, 12 de Setembro de 2016 - 17h42Filme O Pequeno Segredo representará o Brasil na disputa pelo Oscar 2017Produção foi escolhida entre 16 inscritos por ter chances de agradar os americanos

O Pequeno Segredo, do diretor David Shurmann, conta a história da família Schurmann, que vive ao redor do mundo a bordo de um veleiro
O Pequeno Segredo, do diretor David Shurmann, conta a história da família Schurmann, que vive ao redor do mundo a bordo de um veleiro (Foto: Imagem de divulgação/Ministério da Cultura)

O filme O Pequeno Segredo, dirigido por David Schurmann, foi escolhido hoje (12) como representante do Brasil na disputa pela indicação ao Oscar de 2017. Durante o anúncio, o produtor Beto Rodrigues, um dos nove membros da comissão que elegeu a indicação brasileira, disse que a decisão foi pautada em dois critérios: a qualidade técnica da obra e as chances do candidato de agradar os jurados norte-americanos. A produção foi escolhida entre 16 inscritos.

“Além dos critérios óbvios – técnicos e artísticos – existia também um pensamento de tentar escolher um filme que chegasse nos americanos e tivesse mais chance de agradar”, ressaltou Rodrigues, que falou como porta-voz, na ausência do presidente da comissão, o cineasta Bruno Barreto.

O crítico Marcos Petrucelli, que também integrou a comissão, defendeu a escolha, apesar da forte repercussão internacional de outro candidato – Aquarius, de Kleber Mendonça Filho. “O Aquarius ganha essa projeção nos Estados Unidos porque é um filme já visto, ele passou no festival de Cannes”, disse ao lembrar que O Pequeno Segredo ainda não foi lançado comercialmente. A estreia do filme está prevista para o próximo dia 22.

Com roteiro de Marcos Bernstein, o filme conta a história da família Schurmann, que vive ao redor do mundo a bordo de um veleiro, e tem suas vidas transformadas ao receber a menina órfã Kat. O diretor, David Schurmann, é o filho do meio da família Schurmann e já dirigiu filmes e séries para TV.

A atriz Ingra Liberato e o diretor Guilherme Fiuza deixaram a comissão responsável pela escolha do representante brasileiro no Oscar antes do início do processo de seleção. Ingra divulgou um comunicado nas redes sociais em que também dizia que a comissão tinha “sua legitimidade questionada por grande parte da classe artística”. Fiuza alegou motivos pessoais para não participar da seleção.

Eles foram substituídos pelo cineasta Bruno Barreto e pela atriz e realizadora Carla Camurati.

Veja Também
Sob vigilância, capivaras urbanas estão de volta
Quarta, 22 de Novembro de 2017 - 07h53Circo do Mato participa da IV Mostra Fulano di Tal nesta quarta-feira Obra foi montada na Europa em 2009
Cinema Italiano é atração gratuita no Museu da Imagem e do Som
Inscrições abertas para curso de contação de histórias da biblioteca municipal
Dramas argentino e mexicano com exibições gratuitas no Cine Sesc
Cineasta do MS estreia longa: 'Quando o Galo Cantar Pela Terceira Vez Renegarás Tua Mãe'
Daltro retrata o encanto do Pantanal em mostra do Espaço Energia dia 21
Cia Dançurbana faz apresentações gratuitas
No Sesc, programação infantil é gratuita, tem arte e cineminha
Projeto homenageia Manoel de Barros e institui Dia do Poeta e da Poesia em MS
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothNews
DothShop
Rec banner - Patio central
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento