Menu
26 de abril de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega Banner Governo do Estado - Gestão por Competência
Som da Concha

“Tonho sem Medo” e blues de “Zé Pretim”

Na volta da programação cultural o domingo traz rock da Capital e do interior

10 Jan2017Da redação09h33

O primeiro Som da Concha do ano de 2017 vai ser próximo domingo, dia 15 de janeiro, às 18 horas, e vai trazer para o público a banda Tonho sem Medo e o bluesman de Mato Grosso do Sul, Zé Pretim.  Tonho sem Medo, de Bandeirantes, vai agitar a plateia com seu rock influenciado pelos anos 50, 60 e 70. Zé Pretim vai tocar uma mistura do Blues com as músicas caipiras que o músico aprendeu desde criança na roça.

A banda Tonho sem Medo tem como seu embrião a cidade de Bandeirantes (MS). Fundada no final do ano 2002 por Nelinho Karkará e Jefferson Pandeiro, começando com apenas guitarra, violão e percussão, para depois aos poucos tomar forma de uma banda, que no começo surge com o nome de Destilados e depois de um tempo adota a alcunha de Tonho sem Medo.

Passram pela sua formação diversos integrantes. Porém sofreu um hiato de cinco anos entre 2009 e 2014 em que os integrantes seguiram outros caminhos. Mas devido à amizade ainda viva e o amor pela música, decidiram voltar a fazer “um som” e no ano de 2014 voltaram sedentos de rock and roll com a seguinte formação: Nelinho Karkará (guitarra), Zé Neto (bateria), Sérgio Saito (baixo) e Plínio Zappah (vocal) com a influência das décadas de 50, 60 e 70. E ao tocar músicas de outros artistas não espere ouvir a cópia perfeita porque entendemos que a arte deve ser passada de acordo com o sentimento que você vive no momento. Assim, músicas próprias ou “covers” nunca serão as mesmas nas apresentações.

Veja Também

MIS exibe documentário que retrata falência do combate às drogas
Oficina inicia projeto 'Dança além do palco' na segunda-feira
Projeto de leitura de escola municipal ganha selo especial dos Correios
Espetáculo gratuito “Ópera do Malandro” será apresentado na Capital
Capital terá Festival Internacional do Chamamé
Artista da Capital pinta a paixão por índios
Embalos do samba, chamamé e rock no Sesc Morada
Peça de teatro que combate suicídio será apresentada neste sábado
Oficina gratuita de Desenho do Centro Cultural tem início dia 18 de abril
Governo apoia tradição gaúcha com repasse de R$ 150 mil para festival