Menu
13 de outubro de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Cultura

Companhia de dança leva oficinas e espetáculos a escolas públicas

Com 17 anos de atuação, pela primeira vez a Cia Dançurbana se debruça sobre o universo infantil

6 Ago2019Da redação17h29

Com o projeto ´Era Uma Vez – Dança para Crianças´, neste mês de agosto a Cia Dançurbana realiza oficinas e apresenta os espetáculos ´K-ZUU´ e ´R.U.I.A – Realidade Ultra-sônica de Invasão Aleatória´ para alunos das escolas municipais Hércules Maymone, Professor Plínio Mendes dos Santos e Padre Tomaz Ghirardelli e, do EMEI Juracy Galvão Oliveira. O projeto está sendo desenvolvido com o incentivo do Fundo Municipal de Investimento Cultural (FMIC).

Com 17 anos de atuação, pela primeira vez a Cia Dançurbana se debruça sobre o universo infantil. O grupo sempre teve o desejo de atuar com essa temática e desde o início do ano tem se dedicado a este projeto. "Pesquisar as temáticas da infância e da arte contemporânea foi um desafio para nós. A partir da aproximação com esse universo, passamos a entender, respeitar e contribuir de maneira mais efetiva com as fases de aprendizagem e troca de cada criança", conta o diretor Marcos Mattos.

Para as criações dos espetáculos a companhia propôs a transversalidade de linguagens: poesia, brincadeiras, teatro, música, palhaçaria, contação de história e dança. Para tanto, o diretor e os intérpretes-criadores participaram de diversas oficinas e workshops: Oficina de Teatro com a artista Carol Dória, Oficina de Palhaçaria com o ator Anderson Lima, Oficina de Percussão com o músico Rodrigo O´Campos, Workshop de Canto com a professora de música Keizy Perusso e Oficina de Contação de História com o artista Ciro Ferreira.

Em paralelo, o grupo fez uma ampla pesquisa bibliográfica, momento em que os criadores se aprofundaram nos estudos e puderam descobrir mais sobre a infância por meio de uma linha de pensamento proposta por Rudolf Steiner, a Antroposofia, que discorre sobre a subdivisão da infância e da vida adulta em diferentes setênios (ciclos). "A partir dos nossos estudos sobre a Teoria dos Setênios, ao invés de criar somente um espetáculo (o que estava previsto no projeto) decidimos criar dois. O espetáculo ´K-ZUU´ é voltado para crianças do primeiro setênio (0 a 7 anos) e o ´R.U.I.A - Realidade Ultra-sônica de Invasão Aleatória´ para crianças do segundo setênio (7 a 14 anos)", completa.

Espetáculo ´K-ZUU´ - O nome ´K-ZUU´ faz referência ao instrumento musical kazoo, a onomatopeia que sugere o som de alguns insetos e a imagem do casulo (invólucro que protege alguns seres em processos de transformação). Elaborado para crianças de 0 a 7 anos, traz aspectos da filosofia da educação para ambientar esse rico ecossistema do aprendizado nessa etapa da vida. Em cena, as intérpretes-criadoras Ariane Nogueira, Maura Menezes e Rose Mendonça, dançam e tocam instrumentos: suavemente em solavanco, fluindo e zunindo.

O espetáculo ´R.U.I.A - Realidade Ultra-Sônica de Invasão Aleatória´ aleatoriamente invade o recreio da escola, as brincadeiras e jogos da infância. É voltado para crianças do segundo setênio (7 a 14 anos), período marcado pelo desenvolvimento das relações sociais, da memória cronológica, da compreensão da ligação entre causa-efeito, entre outros. Em cena os seis intérpretes-criadoras Adailson Dagher, Irineu Júnior, Jackeline Mourão, Lívia Lopes, Reginaldo Borges e Thiago Mendes (incansáveis brincantes), utilizam estímulos e objetos que são ressignificados e reinventados. 

Oficinas e apresentações - Para sensibilizar os estudantes para as apresentações e aproximá-los do fazer artístico, serão realizadas oficinas de mediação cultural relacionadas aos espetáculos, conduzidas pela arte educadora Kelly Queiroz. A Escola Municipal Hércules Maymone recebe as atividades nos dias 05 e 06 de agosto. No primeiro dia a oficina será às 8 horas e, a apresentação do espetáculo ´R.U.I.A´, às 9h10. No segundo dia, a oficina será às 8 horas e, o espetáculo ´K-ZUU´, às 9h10.

O projeto chega na Escola Municipal Professor Plínio Mendes dos Santos no dia 07 de agosto, com oficina às 9 horas e, espetáculo ´R.U.I.A´, às 10h15. No dia seguinte, 08 de agosto, as atividades acontecem no EMEI Juracy Galvão Oliveira, com oficina às 8 horas e, espetáculo K-ZUU, às 9h10. Na semana seguinte, a Cia Dançurbana encerra as ações do projeto na Escola Municipal Padre Tomaz Ghirardelli. No dia 13 de agosto tem oficina às 8h20 e, espetáculo ´R.U.I.A´, às 9h40. E, em 14 de agosto, espetáculo ´K-ZUU´, às 9h40.

Serviço: mais informações sobre o projeto ´Era Uma Vez – Dança para Crianças´ pela fanpage, pelo instagram, pelo telefone: (67) 99238-2829 ou pelo email contato.dancurbana@gmail.com.  

Veja Também