Menu
25 de abril de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Mega Banner Governo do Estado - Gestão por Competência
Cultura

Bibliotecas de MS são selecionadas em programa internacional patrocinado pela Fundação Bill Gates

Objetivo é incentivar a transformação social por meio das bibliotecas públicas

26 Mai2017Da redação08h47

As bibliotecas públicas municipais Francisco Alves Correa (Aquidauana); Dom Aquino (Naviraí); Rosário Congro (Três Lagoas) e a Professor Américo Rodrigues de Almeida (Rio Negro), foram selecionadas para participar do programa Conecta Biblioteca, patrocinado pela Fundação Bill & Melinda Gates e realizado pela Ong Recode e pela Caravan Studios.

O objetivo é incentivar a transformação social por meio das bibliotecas públicas, visando à sustentabilidade das ações e o aumento em 60% do número de novos visitantes dessas bibliotecas.

No Brasil o programa teve sua fase inicial em 2015/2016 atendendo a 48 bibliotecas em todo o País. Em março de 2017 foi lançada a segunda fase do programa, que contempla 92 bibliotecas públicas.

A convocatória recebeu 180 inscrições em todo o Brasil, sendo 55 vagas disponíveis para bibliotecas em municípios de até 250 mil habitantes e ao menos três computadores com Internet para os usuários.

O Conecta Biblioteca ancora-se em três pilares: sustentabilidade, fortalecimento das habilidades dos profissionais e aumento do número de usuários de bibliotecas. O programa tem previsão de término para 2020 e possui o compromisso de sistematizar todos os materiais produzidos, que serão disseminados entre as seis mil bibliotecas em funcionamento no país.

O Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas de Mato Grosso do Sul e as quatro bibliotecas do Estado selecionadas no programa vão participar do I Encontro Nacional do Conecta Biblioteca, que vai acontecer de 29 de maio a 2º de junho, em Barra do Piraí, no Estado do Rio de Janeiro.

Participam também representantes de 92 bibliotecas selecionadas no país, mais 27 coordenadores estaduais de sistemas de bibliotecas. Eles serão incentivados a pesquisar suas comunidades e mapear os interesses e demandas do público em geral, especialmente dos jovens, para identificar formas de contribuir com o desenvolvimento educacional e profissional da população.

Para o coordenador do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas do Estado de Mato Grosso do Sul – sistema que é vinculado à Fundação de Cultura de MS, Fábio Mota Queiroz, a importância do projeto é o seu caráter de valorização das bibliotecas. “Os bibliotecários vão passar por uma formação sobre o estudo das comunidades, uma capacitação para desenvolver nas bibliotecas um modelo de gestão participativa.

A partir desse encontro nacional, os municípios participantes receberão cursos de formação presenciais e a distância. O Sistema vai estar diretamente envolvido em todo o processo. Os gestores das bibliotecas vão desenvolver uma programação, como cursos, oficinas e webinar, a partir do interesse da comunidade, eles vão identificar o que as pessoas querem da biblioteca”.

Veja Também

Oficina inicia projeto 'Dança além do palco' na segunda-feira
Projeto de leitura de escola municipal ganha selo especial dos Correios
Espetáculo gratuito “Ópera do Malandro” será apresentado na Capital
Capital terá Festival Internacional do Chamamé
Artista da Capital pinta a paixão por índios
Embalos do samba, chamamé e rock no Sesc Morada
Peça de teatro que combate suicídio será apresentada neste sábado
Oficina gratuita de Desenho do Centro Cultural tem início dia 18 de abril
Governo apoia tradição gaúcha com repasse de R$ 150 mil para festival
História do tradicional Hotel Gaspar é relatada em livro