Menu
13 de novembro de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Inscrição até sexta-feira

Arte no meu bairro prevê apresentações de reggae e rock

Interessados têm até esta sexta-feira (6) para entregarem os documentos na DICOM

4 Set2019Da redação14h55

Na rua desde o dia 3 de agosto, o projeto “Arte no Meu Bairro – Palco Itinerante”, amplia os estilos musicais para além do sertanejo, baileiro, samba e pagode. Artistas da bossa nova, MPB, blues, jazz, hip hop, rap, forró, rock e pop rock, música regional, funk, gospel e reggae também podem se inscrever para apresentação nas seis regiões de Campo Grande e nos Distritos Indubrasil, Anhanduí e Rochedinho.

Os interessados têm até esta sexta-feira (6) para entregarem os documentos na DICOM, localizada na avenida Afonso Pena, 3.297, Paço Municipal. O horário para entrega é das 7h30 às 11h e das 13h às 17h30. Nos meses seguintes, a data de recebimento dos envelopes é sempre na primeira terça-feira do mês, às 14h.

A ampliação foi possível após um abaixo assinado organizado pelos músicos, junto à Sectur (Secretaria Municipal de Cultura e Turismo), para alteração do Convênio que deu origem ao projeto, o SICONV nº 85.3266/2017 do Ministério da Cidadania, regido pelo Decreto nº 6.170/2007 e pelo art. 8º da Portaria Interministerial nº 424/2016.  É possível conferir o Adendo a respeito dos novos estilos musicais no Diário Oficial de Campo Grande publicado no dia 22 de agosto de 2019.

A secretária municipal de Cultura e Turismo, Melissa Tamaciro, discorre a respeito da importância de dar espaço à estilos diversos. “Nossa cidade é palco e berço para artistas de sucesso e com capacidade para ganhar o mundo, tanto é que temos exemplos vivos dessa pluralidade musical, como Marina Peralta, Munhoz e Mariano, Almir Sater, Gabriel Sater, Tetê Espíndola, entre tantos outros. Por isso é importante permitir que as pessoas que vivem longe do Centro tenham acesso a todos estes talentos”, pontua.

Devem se credenciar 58 artistas entre músicos, bandas e duplas locais, divididos nas modalidades “show de abertura” e “show principal”. O cachê para músicos locais é de R$ 2 mil, e para músicos de renome regional R$ 4 mil.

Os shows estão sendo realizados desde agosto de 2019 e seguem até março de 2020, sendo que a programação conta com três músicos por evento: dois músicos locais de cada região e distrito do município e um artista com renome regional. Para participar é preciso preencher os anexos disponibilizados pelo endereço eletrônico: http://www.campogrande.ms.gov.br/sectur/downloads/edital-arte-no-meu-bairro-3/ .

Aos músicos e artistas que tenham dúvidas a respeito da documentação necessária a Sectur (Secretaria Municipal de Cultura e Turismo), se disponibiliza a auxiliar. A sede está localizada na Rua Usi Tomi, 567, Carandá Bosque.

 

Veja Também

Orquestra que usa instrumentos feitos com materiais recicláveis abre festival
Arquiteta realiza oficina de xilogravura no MARCO
Final de semana musical é no happy hour do Sesc Morada dos Baís
Grupo Fulano di Tal estreia o espetáculo 'Do Bem-Amado'
Arquiteta promove experiência sensorial em exposição
Museu de Arte Contemporânea abre seleção para Exposições Temporárias
Livro retrata os 150 anos depois da Guerra do Paraguai
Tradicional Mostra de Cinema Argentino acontece nesta semana
UFGD sedia exposição sobre povos indígenas
'Deixa Falar' lança samba-enredo neste domingo