Menu
14 de dezembro de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto

Como está a sua autoestima?

2 Dez201808h26PorClaudia Malfatti

Há pessoas que aparentemente têm boa autoestima, mas conversando com um pouco mais de atenção percebe-se o contrário. Acham que não são boas o suficiente para determinado cargo, desacreditam no amor do parceiro, se ofendem facilmente, entre outras coisas. Sutilmente, outras vezes descaradamente, demonstram a falta de confiança em si mesmo.

Do que adianta alguém falar que você é bonito, se você se enxerga feio? Nada adianta ouvir ‘eu te amo’, se falta amor próprio. Assim como não resolve alguém reforçar sobre a sua capacidade para determinada tarefa, já que se sente incapaz. Literalmente, entra por um ouvido e sai pelo outro. Até pode sentir satisfação, mas é momentânea. Some rapidinho.

Essas crenças de quem somos podem ser tão ervas daninhas ao ponto de prejudicar muito os relacionamentos interpessoais. Preste atenção: quem se enxerga migalha, vai aceitar somente migalha. Sem perceber rejeita o melhor porque acredita não merecer. Tudo muito inconsciente. O mais interessante é que ainda tende a reclamar alegando (conscientemente) que deseja mais.  

Como querer abundância em todas as áreas da vida tendo a concepção da falta de merecimento? Impossível! Os boicotes são certos. Então, tenha a iniciativa de olhar para os próprios abismos. Digo sempre ser um processo, na maioria das vezes feita com acompanhamento profissional.

Cada um sabe onde o sapato aperta. As angústias, as inseguranças e os medos estão aí e precisam ser trabalhados. Somos o resultado de uma construção que começa na infância trazendo os reflexos para a fase adulta. Como está a sua autoestima?

Contato com a colunista: claumalfatti@hotmail.com