Menu
20 de maio de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Safra

Clima prejudica e produção de soja em MS

Na avaliação do presidente do Sistema Famasul, apesar da queda, setor avançou nos últimos 5 anos

19 Abr2019Da redação17h35

Com 8,8 milhões de toneladas e com produtividade média de 48 sacas por hectare, a colheita da soja safra 2018/2019 em Mato Grosso do Sul chega ao fim. O anúncio foi publicado no Boletim Agrícola do Sistema Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de MS, com base no levantamento do Siga – Sistema de Informações Geográficas do Agronegócio, ferramenta de monitoramento da safra rural sul-mato-grossense.

Os dados compilados pela Aprosoja/MS – Associação dos Produtores de Soja de MS revelam uma queda de, aproximadamente 9%, no volume produzido em relação à temporada anterior.

Para o presidente do Sistema Famasul, Mauricio Saito, o clima foi o fator que mais contribuiu para a redução da produção da oleaginosa. “É preciso ter em mente que a empresa do produtor rural é a céu aberto, totalmente suscetível às intempéries climáticas, por isso, a produtividade caiu 23%, impedindo um novo recorde histórico”.

No entanto, mesmo com a redução de produtividade desta safra, a produção quando comparada à temporada 2013/2014, cresceu 44% e a produtividade avançou mais de 3% no estado. Municípios como Alcinópolis, Coxim, Costa Rica, São Gabriel do Oeste, Laguna Carapã e Chapadão do Sul registraram médias acima de 60 sacas por hectare, o que influenciou positivamente no aumento da produtividade média do estado, que registrou 48 sacas por hectare.

Mauricio Saito destaca o perfil sustentável do produtor rural. “O crescimento é rápido e consciente.  O agricultor é o maior interessado na preservação do meio ambiente e por isso, a expansão das áreas de agricultura se dá sob a conversão de áreas de pastagens degradadas. A adoção de tecnologias, a exemplo do plantio direto, faz com que o produtor garanta o desenvolvimento da sua atividade com qualidade e sustentabilidade”, ressalta.

Veja Também

Informações sobre a safrinha em MS são divulgadas em material gratuito
Produtores de MS devem atualizar dados durante campanha contra aftosa
Agronegócio responde por 95,5% das exportações
Febre Aftosa Foi lançada hoje a campanha de vacinação contra aftosa Com previsão de imunizar 21 milhões de animais entre bovinos e bubalinos, a vacinação contra a febre aftosa tem início
Bolsonaro diz que não quer atrapalhar quem produz
Executivo quer criar programa de atualização do cadastro da pecuária
Pecuarista influente morre vítima de pneumonia
Estoque de caprinos e ovinos podem ser regularizados por meio de anistia
Membros da Câmara de Mineração conhecem relatórios sobre barragens
Iagro confirma casos de raiva em municípios de MS