Menu
21 de julho de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Mega banner  Ministério  da Saúde - HEPATITE VACINAÇÃO E TESTE
Safra

Clima prejudica e produção de soja em MS

Na avaliação do presidente do Sistema Famasul, apesar da queda, setor avançou nos últimos 5 anos

19 Abr2019Da redação17h35

Com 8,8 milhões de toneladas e com produtividade média de 48 sacas por hectare, a colheita da soja safra 2018/2019 em Mato Grosso do Sul chega ao fim. O anúncio foi publicado no Boletim Agrícola do Sistema Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de MS, com base no levantamento do Siga – Sistema de Informações Geográficas do Agronegócio, ferramenta de monitoramento da safra rural sul-mato-grossense.

Os dados compilados pela Aprosoja/MS – Associação dos Produtores de Soja de MS revelam uma queda de, aproximadamente 9%, no volume produzido em relação à temporada anterior.

Para o presidente do Sistema Famasul, Mauricio Saito, o clima foi o fator que mais contribuiu para a redução da produção da oleaginosa. “É preciso ter em mente que a empresa do produtor rural é a céu aberto, totalmente suscetível às intempéries climáticas, por isso, a produtividade caiu 23%, impedindo um novo recorde histórico”.

No entanto, mesmo com a redução de produtividade desta safra, a produção quando comparada à temporada 2013/2014, cresceu 44% e a produtividade avançou mais de 3% no estado. Municípios como Alcinópolis, Coxim, Costa Rica, São Gabriel do Oeste, Laguna Carapã e Chapadão do Sul registraram médias acima de 60 sacas por hectare, o que influenciou positivamente no aumento da produtividade média do estado, que registrou 48 sacas por hectare.

Mauricio Saito destaca o perfil sustentável do produtor rural. “O crescimento é rápido e consciente.  O agricultor é o maior interessado na preservação do meio ambiente e por isso, a expansão das áreas de agricultura se dá sob a conversão de áreas de pastagens degradadas. A adoção de tecnologias, a exemplo do plantio direto, faz com que o produtor garanta o desenvolvimento da sua atividade com qualidade e sustentabilidade”, ressalta.

Veja Também

Demanda baixa mantém mercado do sebo pressionado
Vira lei projeto que beneficia comércio e fabricação de queijos artesanais
Produção de milho em MS deve ultrapassar 10 milhões de toneladas
Governo do Estado confirma parceria na realização da ExpoMS Rural
1ª Feira Sicredi do Agronegócio gera mais de 15 milhões em negócios
Exportação da carne bovina cresce 60% no primeiro semestre de 2019
Peso de bezerros entregues por fazendas de recria cresce 12%
Em MS, exportação da carne bovina cresce 60% no primeiro semestre de 2019
Captação de leite cai em MS na comparação com 2018
1ª Feira Sicredi do Agronegócio traz oportunidades aos produtores rurais