Menu
23 de março de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Mega banner segov dengue
Agronegócio

Dourados lidera geração de empregos

Safra de soja é a responsável pela maior oferta de vagas

16 Mar2019Da redação07h32

A criação de empregos com carteira assinada iniciou positivamente em Mato Grosso do Sul. Segundo dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), da Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia, Mato Grosso do Sul realizou 25.555 contratações contra 19.461 demissões, sendo que os fatores que mais estimularam o aumento dessas contratações foi um saldo positivo de 4.972 empregos no setor de serviços, seguido pela agropecuária com 1.089.

O segundo lugar nas contratações da agropecuária foi puxado pelo setor agrícola, diante do desenvolvimento e colheita da soja da safra 2018/2019 que gerou empregos diretamente nas regiões produtoras, demonstrando a importância do setor agropecuário para a geração de empregos em MS.

De acordo com o presidente da Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso do Sul (Aprosoja/MS), Juliano Schmaedecke, um percentual considerável das contratações são ligados à agricultura. “O período exige mão de obra qualificada e em grande volume. São vagas geradas pelas etapas de colheita da soja e plantio do milho, que dependendo das estratégias da propriedade rural e da qualidade do serviço prestado, podem oscilar entre temporárias e permanentes”, esclarece o presidente da Associação.

Do total de 4.972 empregos do setor de serviços, 4.483 estão ligados ao setor de serviços veterinários, médicos e odontológicos. Dourados foi o município que liderou o ranking de contratações em janeiro de 2019, com 4441 contratações.

“O Centro-Oeste brasileiro é beneficiado pela agropecuária. As atividades se complementam na geração de emprego e renda, apresentando-se com uma grande alternativa para capacitação. Observamos isso com a geração constante de cursos ligados ao agro e de pessoas que buscam vagas no setor. Economicamente, a agropecuária de Mato Grosso do Sul, responde por 95% de todas nossas exportações”, aponta Schamedecke.

No topo do ranking dos saldos positivos de geração de empregos no Centro-Oeste, fica Mato Grosso, com 11.524 carteiras assinadas; Mato Grosso do Sul fica em segundo, com 6.094, enquanto que Goiás e Distrito Federal aumentaram suas vagas de trabalho em 3.777 e 1.407, respectivamente.

Safra de grãos

O Sistema de Informações Geográficas do Agronegócio (Siga MS) divulgou novo levantamento da safra de soja e milho, que estão em andamento. No início deste mês de março, o percentual colhido de soja soma 72,6% do total cultivado. Em ritmo semelhante o plantio do milho atingiu 69,3% no mesmo período.

Veja Também

Ferramenta gratuita da Embrapa ajuda a tirar dúvidas sobre gado de corte
Com 47 milhões de toneladas de cana, MS supera safra passada
Tereza Cristina anuncia reestruturação da Conab e venda de armazéns
Governo terá Gabinete Itinerante na Expogrande pela 4° vez
Agronegócio Theresa Cristina defende política de fomento Na próxima semana ministra da Agricultura terá audiência no Congresso nacional
Sindicato Rural de Campo Grande elege novo presidente
Governo abre inscrições para empresas de classificação de carcaças
Soja terá quebra de produção
Milho deve atingir 9 milhões de toneladas
Apicultores de MS são orientados para combater pequeno besouro das colmeias