Menu
13 de dezembro de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Pecuária

Precoce MS tem 1,6 milhão de animais abatidos desde 2017

Programa tem como foco produção de carne de alto padrão e valorizar sistemas sustentáveis de criação

2 Out2019Da redação09h20

Em pouco mais de dois anos, o programa Precoce MS completou no último mês mais de 1,69 milhão de animais abatidos, com R$ 80 milhões de incentivos pagos,  mais de 2 mil estabelecimentos rurais cadastrados e 17 frigoríficos credenciados. Somente neste ano, até 11 de setembro, foram 636 mil animais e R$ 28,947 milhões.

Com 701 profissionais responsáveis técnicos habilitados, o Precoce MS é um programa governamental de modernização e estímulo que tem como objetivo obter uma carne com o mais alto padrão de qualidade no mercado, além de aumentar a segurança no controle sanitário e valorizar o produtor que adota sistemas sustentáveis de criação.

Estão em processo de cadastro mais 181 estabelecimentos rurais e três frigoríficos. Neste ano, a média do valor de incentivo pago por animal é de R$ 55,70. Para participar do Precoce MS é necessário que o produtor esteja devidamente inscrito no programa, tenha o Cadastro Ambiental Rural (CAR) em dia e credencie o rebanho.

Além de garantir mais qualidade do produto, os padrões exigidos geram trabalho e renda para Mato Grosso do Sul, já que um dos quesitos é que a desossa seja feita no Estado.

Veja Também

Clima é favorável para safra de soja em Mato Grosso do Sul
Produtores de soja devem registrar área de cultivo
Governo prorroga vacinação contra aftosa e brucelose em cinco municípios
Atraso no plantio de soja coloca entidades em alerta
Drones são aliados no diagnóstico rural
Plantio da Soja já atingiu 12,4% em Mato Grosso do Sul
Estiagem favoreceu aumento da moagem de cana-de-açúcar em MS
Calendário de vacinação contra a febre aftosa está definido
MS 42 anos: agronegócio é identidade econômica e social de Mato Grosso do Sul
Ministra nega conflito entre agropecuária e preservação ambiental