Menu
22 de novembro de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Agro

Preço médio pago por suínos cresce 12% em MS

Os dados são da CEASA – Central de Abastecimento de Mato Grosso do Sul

23 Jul2019Da redação14h51

No primeiro semestre de 2019 o valor médio do quilograma do suíno vivo no estado aumentou 12% em relação ao mesmo período do ano anterior. Segundo a analista técnica do Sistema Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de MS, Eliamar Oliveira, o cenário é favorável. "A melhoria no preço do suíno vivo é reflexo do desempenho positivo da demanda", afirma.

Os dados são da CEASA – Central de Abastecimento de Mato Grosso do Sul que mostram que a média de preço passou de R$ 3,28 para R$ 3,68. Este é o tema do Mercado Agropecuário desta segunda-feira (22).

No primeiro semestre de 2019 houve retração de 1% nos abates, totalizando 927 mil cabeças e produção de 83,4 mil toneladas representando queda de 5,2% frente as 88 mil toneladas do igual período de 2018. É o que indicam as informações do MAPA – Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, que colocam o estado em 7º no ranking de produção de carne.

O volume de exportações em MS do produto in natura recuou 96%, segundo o MDIC – Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços. Para Eliamar Oliveira "A produção sul-mato-grossense está, predominantemente, voltada para o consumo interno enquanto outras Unidades da Federação atenderam a demanda do mercado externo, possibilitando ao Brasil aumentar as exportações em mais de 27%", explica a analista técnica.

Com informações da Famasul

Veja Também

Atraso no plantio de soja coloca entidades em alerta
Drones são aliados no diagnóstico rural
Plantio da Soja já atingiu 12,4% em Mato Grosso do Sul
Estiagem favoreceu aumento da moagem de cana-de-açúcar em MS
Calendário de vacinação contra a febre aftosa está definido
MS 42 anos: agronegócio é identidade econômica e social de Mato Grosso do Sul
Ministra nega conflito entre agropecuária e preservação ambiental
MS lidera integração lavoura-pecuária-floresta
Precoce MS tem 1,6 milhão de animais abatidos desde 2017
Inscrições gratuitas para evento sobre agropecuária terminam amanhã