Campo Grande •23 de Novembro de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full Banner Governo - Refis

Da redação | Quarta, 13 de Setembro de 2017 - 17h45Fundação MS e Senai iniciam parceria para ações no setor agropecuárioAtuação conjunta levará desenvolvimento a empresas e propriedades rurais

(Foto: Divulgação)

A Fundação MS e o Senai iniciaram uma parceria que levará diversas ações para o setor agropecuário do Estado. Estudos foram realizados nos últimos meses pelas instituições, que avaliaram de forma conjunta a possibilidade de atuação em empresas do setor agropecuário e propriedades rurais, por meio de projetos do Senai Educação e Senai Empresas.

Para isso, o gerente do Senai Empresas, Rodolpho Caeser Mangialardo, e o gerente da Unidade do Senai e Maracaju, Luiz Patrick, realizaram uma série de visitas à Fundação MS, com o objetivo de entender melhor o setor. Dessa forma, o Senai poderá oferecer cursos nas áreas de mecânica agrícola e soldagem, com previsão de abertura de turmas a partir de novembro. Além disso, empresas e produtores terão acesso a consultorias, visando melhorias e desenvolvimento da atividade rural.

Segundo o gerente da Unidade do Senai em Maracaju, o objetivo é atender o profissional do agronegócio, junto com a Fundação MS, visando qualidade, desenvolvimento e crescimento na atuação das atividades. As aulas de mecânica e soldagem serão realizadas no Senai Maracaju. “Vamos mostrar os princípios básicos da mecânica agrícola, preparando os profissionais para as particularidades da manutenção e o acompanhamento das máquinas”, reitera Luiz.

Será feito ainda um levantamento das necessidades do agronegócio em várias propriedades rurais, já que são vistas como empresas, que geram trabalho e renda. “O foco do atendimento do Senai é a indústria, e o agro também representa isso. O agro produz, tem tecnologia e inovação e, por isso, é fundamental colocar nossa estrutura para atender a real necessidade desse mercado”, diz o gerente.

Para o diretor-executivo da Fundação MS, Alex Melotto, além de contribuir com setor produtivo por meio das pesquisas realizadas em campo, é relevante estimular a qualificação profissional. “Temos um dos sistemas de produção mais desenvolvimentos e isso tem sido reconhecido. Para continuarmos com esse crescimento é importante à união da tecnologia com as capacitações, impulsionando ainda mais a cadeia produtiva em todo o Estado”.

Veja Também
Morre touro Donato Naviraí, um dos mais valorizados da raça Nelore
MS Agro: '2018 será um ano de recuperação cíclica', diz economista
Exportações do setor agropecuário crescem mais de 150%
Quarta, 15 de Novembro de 2017 - 09h23Exportações de soja deste ano já superam em 21% todo o volume embarcado em 2016 Resultado supera em 21% todo o volume embarcado em 2016, de 2,9 milhões de toneladas
MS espera colher 8,3 milhões de toneladas
Estado chega a 70% de área plantada de soja para a safra 2017/2018
Novo presidente da Aprosoja, Juliano Schmaedecke, é eleito em Campo Grande
Dourados sedia curso sobre integração lavoura-pecuária-floresta
Calendário de vacinação contra aftosa vai até 30 de novembro
Plantio da soja avança em MS e chega a 60% da área
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
DothNews
Rec banner - Patio central
DothShop
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento