Menu
12 de novembro de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Fazenda

Drones são aliados no diagnóstico rural

Equipamento facilita reconhecimento de propriedades rurais e tem outras aplicações

4 Nov2019Da redação20h00
(Foto: Marco Miatelo)
  • Humberto Moretto faz uso de drone em uma propriedade rural em Campo Grande
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Marco Miatelo)
  • (Foto: Divulgação)
  • (Foto: Divulgação)

A popularização do uso de drones no meio rural se deve às várias aplicações do equipamento no campo como mapeamento de áreas e identificação e doenças, por exemplo. Em Mato Grosso do Sul, essas aeronaves não tripuladas são cada vez mais solicitadas por produtores rurais que buscam informações sobre a fazenda.

A empresa Terra Desenvolvimento presta consultorias de gestão no campo desde 1997. O gerente administrativo Humberto Moretto conta que as imagens obtidas pelos drones facilitaram o reconhecimento das propriedades e a elaboração de diagnósticos sobre as fazendas atendidas pela empresa.

“Antes era preciso percorrer a propriedade a cavalo. Agora, visualizamos o que está acontecendo usando o equipamento”, conta. Apesar do uso da tecnologia, a cavalgada pela fazenda não está dispensada. Contudo, com o monitoramento do drone é possível fazer uma composição e assim ter um diagnóstico mais preciso sobre a propriedade.

Além de mapear a área através de fotos e imagens de vídeo, o drone também pode ser usado para obter informações mais aprofundadas sobre a situação da propriedade. “Hoje com o uso de aplicativos, podemos conferir a densidade de plantas por hectare, por exemplo”, comenta.

Antes dos drones, o serviço de satélite já era utilizado para o reconhecimento das fazendas. Porém, a captação feita pelo drone é mais atualizada. O equipamento usado Terra Desenvolvimento, consegue percorrer 700 hectares em um dia.

Outra aplicação bem atual, seria para o caso de incêndios por exemplo. O drone pode mostrar onde estão os focos e assim facilitar o trabalho de combate às chamas. “Com as imagens atuais, o cliente consegue ver, por exemplo, onde a pastagem cresceu mais ou menos e assim tomar decisões”, explica o gerente.

Veja Também

Atraso no plantio de soja coloca entidades em alerta
Plantio da Soja já atingiu 12,4% em Mato Grosso do Sul
Estiagem favoreceu aumento da moagem de cana-de-açúcar em MS
Calendário de vacinação contra a febre aftosa está definido
MS 42 anos: agronegócio é identidade econômica e social de Mato Grosso do Sul
Ministra nega conflito entre agropecuária e preservação ambiental
MS lidera integração lavoura-pecuária-floresta
Precoce MS tem 1,6 milhão de animais abatidos desde 2017
Inscrições gratuitas para evento sobre agropecuária terminam amanhã
Iagro fecha relatório da fiscalização do vazio sanitário da soja