Campo Grande •22 de Outubro de 2017  • Ano 6
OrganizaçãoIvan Paes BarbosaDiretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Full Banner FM Cidade

Da redação | Sexta, 11 de Agosto de 2017 - 11h25Conab aumenta participação de MS em leilões de milho, mas ainda está abaixo do necessárioProdução de milho em Mato Grosso do Sul representa 21,2% da produção total da região Centro-Oeste

A Conab – Companhia Nacional de Abastecimento informou na tarde dessa quinta-feira (10) que irá dobrar o volume de participação de Mato Grosso do Sul nos próximos leilões de PEP e PEPRO, de 30 mil para 60 mil toneladas, a partir da próxima semana.

Na avaliação do diretor tesoureiro do Sistema Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de MS e presidente da Comissão Nacional de Cereais, Fibras e Oleaginosas da CNA – Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil, Luis Alberto Moraes Novaes, o aumento atende as recentes reivindicações do setor, no entanto, a expectativa era de que o volume disponibilizado fosse maior.
“A projeção da safra no estado é ultrapassar 9 milhões de toneladas de milho. Entretanto, do volume de recursos totais disponibilizados para os leilões, nosso estado só teve acesso a 8,7% para o PEP e 1,38% no Pepro. Mesmo dobrando, a quantidade está aquém das necessidades dos produtores”, argumenta, referindo-se ao Pepro – Prêmio Equalizador Pago ao Produtor e PEP – Prêmio para Escoamento do Produto.

A produção de milho em Mato Grosso do Sul representa 21,2% da produção total da região Centro-Oeste, segundo levantamento divulgado pela companhia, em julho.

Outra informação que deixa o setor em alerta é a queda no valor de comercialização da saca, que está, em média, 17% abaixo do valor estabelecido pela PGPM – Política de Garantia de Preço Mínimo em R$ 19,21.

No encontro realizado nessa quarta-feira (9) entre o diretor tesoureiro Luis Alberto, o senador Waldemir Moka e o secretário de políticas agrícolas do Mapa – Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Nery Geller, foi acordado que se o leilão realizado nessa quinta-feira (10) apresentasse demanda, o volume de recursos seria dobrado para os estados de Mato Grosso do Sul e Goiás. “As operações realizadas ontem negociaram 748 mil toneladas das 752 mil ofertadas pelas três unidades federativas, sendo que MS comercializou já no primeiro leilão de PEP, 30 mil toneladas”, reforça Luis Alberto.

Próximos Leilões

Novas operações de Pepro e PEP estão previstas para a próxima quinta-feira (17). Serão 240 mil toneladas de PEP e 578 mil toneladas de Pepro. Os produtores rurais de Mato Grosso do Sul que tiverem interesse em participar do leilão devem ficar atentos às regras determinadas pela Conab, dentre elas, realizar o cadastro em uma corretora credenciada.

Veja Também
1ª Expoequestre começa com Clínica de Ranch Sorting
Um terço das lavouras estão semeadas
Sistema Famasul pede apoio ao BB para produtores de MS
Sindicato Rural sedia curso sobre uso de drone em fazendas
Mato Grosso do Sul é um Estado à frente do tempo, diz Reinaldo Azambuja
Sindicato Rural e Senar/MS formam mais nove técnicos em agronegócio
Aumento no rebanho bovino garante potencial de MS, diz Famasul
Preço da soja em MS sobe mais de 6% em setembro
Missão das Filipinas confere ações nas áreas de defesa sanitária animal de MS
A porteira da salvação para o bovino Pantaneiro
Square banner notícias UCI
Vídeos
Últimas Notícias  
Diário Digital no Facebook
Rec banner - Patio central
DothNews
DothShop
© Copyright 2014 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
© Copyright 2017 Diário Digital. Todos os Direitos Reservados
 Plataforma Desenvolvimento