Menu
19 de maio de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Agropecuária

Com 47 milhões de toneladas de cana, MS supera safra passada

Da segunda quinzena de fevereiro em diante, mais unidades retomaram a produção

5 Mar2019Da redação15h55

A moagem de cana-de-açúcar em Mato Grosso do Sul atingiu 47,077 milhões de toneladas. O volume registrado até 15 de fevereiro supera o total da safra passada, que encerrou com 46,9 milhões de toneladas da matéria prima. Com relação ao período [abril a fevereiro], o volume é 6% maior.

Para o presidente da Biosul, Roberto Hollanda Filho, o regime de produção estendido, particular ao Estado, contribuiu para alcançar a safra anterior. “Consolidamos a produção na entressafra sinalizando uma recuperação do setor com relação à safra passada e nos aproximando da nossa expectativa inicial de moagem, que é chegar perto de 50 milhões de toneladas”, afirma. 

Da segunda quinzena de fevereiro em diante, mais unidades retomarão a produção.

Etanol e Açúcar - De acordo com o acompanhamento da Biosul, a produção de etanol hidratado atingiu 2,3 bilhões de litros, volume 42% maior com relação ao mesmo período do ciclo anterior. Por outro lado, a produção do etanol anidro segue em queda de 7% com o volume de 782 milhões de litros, 63 mil litros a menos que no ciclo anterior. No total, o Estado produziu 3,138 bilhões de litros de etanol.

Na produção de açúcar o recuo foi de 33%, com 933,7 mil toneladas, enquanto que no mesmo período da safra anterior a produção atingiu 1,4 milhão de toneladas.

No período acumulado, o mix de produção permanece 84,4% para etanol e 15,5% para o açúcar. Diferente desta quinzena, que destinou 100% da cana para a produção de etanol.

Produção na quinzena - De 1 a 15 de fevereiro, o volume de cana-de-açúcar moída foi de 198 mil toneladas, 54% menor comparado ao mesmo período da safra passada. Houve queda também na produção de etanol hidratado, que registrou 10,6 milhões de litros (-10%) nesse período. O saldo foi positivo para etanol anidro, com volume de 3,9 milhões de litros produzidos, já que não houve registro de produção nessa quinzena da safra passada.

O volume de chuva na quinzena foi o principal fator que reduziu o ritmo da moagem no período. De acordo com a Embrapa Agropecuária Oeste na região da Grande Dourados [com maior concentração de lavoura de cana-de-açúcar no Estado] o volume de precipitações foi de 185 milímetros, 36 mm a mais que a média de chuva nos últimos 10 anos.

ATR - A quantidade de concentração de Açúcares Totais Recuperáveis (ATR) por tonelada de cana foi de 133,77 kg, 2,8% acima do registro na safra passada. Já na quinzena, o indicador foi de 124,01 kg, 17% maior que na mesma quinzena da safra passada.

Biosul - A Biosul – Associação de Produtores de Bioenergia de Mato grosso do Sul - é a entidade que representa a indústria sucroenergética do Estado. Com perfil voltado para o associativismo, iniciou as suas atividades em 2009, substituindo a estrutura sindical formada pelo Sindal-MS, Sindaçúcar-MS e Sinergia-MS (Sindicatos das Indústrias de Fabricantes de Álcool, de Açúcar e de Geração de Energia Elétrica de Pequeno e Médio Porte). Atualmente, todas as usinas em operação em Mato Grosso do Sul estão associadas à Biosul.

Veja Também

Produtores de MS devem atualizar dados durante campanha contra aftosa
Agronegócio responde por 95,5% das exportações
Febre Aftosa Foi lançada hoje a campanha de vacinação contra aftosa Com previsão de imunizar 21 milhões de animais entre bovinos e bubalinos, a vacinação contra a febre aftosa tem início
Bolsonaro diz que não quer atrapalhar quem produz
Executivo quer criar programa de atualização do cadastro da pecuária
Pecuarista influente morre vítima de pneumonia
Clima prejudica e produção de soja em MS
Estoque de caprinos e ovinos podem ser regularizados por meio de anistia
Membros da Câmara de Mineração conhecem relatórios sobre barragens
Iagro confirma casos de raiva em municípios de MS