Menu
19 de junho de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Economia

Chile abre mercado à carne bovina de todo MS

No final de agosto deste ano, uma missão veterinária chilena avaliou o serviço veterinário oficial brasileiro

28 Dez2018Da redação14h39

O Serviço Agrícola e Pecuário do Chile (SAG, na sigla em espanhol) comunicou ao Brasil a habilitação integral do estado do Mato Grosso Sul para exportar carne bovina congelada e in natura. Assim, o Brasil termina o ano com mais uma conquista importante para Defesa Sanitária Animal e pecuária nacional.

Em 2010, quando o estado de Tocantins e parte do estado do Mato Grosso do Sul foram habilitados a exportar carne bovina in natura para o Chile, a autoridade sanitária chilena excluiu a área que envolvia os municípios Antônio João, Aral Moreira, Bela Vista, Caracol, Coronel Sapucaia, Paranhos, Ponta Porã, Porto Murtinho, Sete Quedas, Japorã,  Corumbá e Mundo Novo. Delimitada por uma linha paralela situada a 15 Km da fronteira daquele estado com o Paraguai e a Bolívia, a área fazia parte da antiga Zona de Alta Vigilância (ZAV) implantada em 2008, em função de focos de febre aftosa registrados na região em 2005 e 2006.

No final de agosto deste ano, uma missão veterinária chilena avaliou o serviço veterinário oficial brasileiro e buscou informações sobre a vigilância para febre aftosa no país. O relatório da missão foi favorável e garantiu esta abertura de mercado.

Segundo a diretora substituta do Departamento de Saúde Animal do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), Judi da Nóbrega, “acabaram os impeditivos à exportação de carne bovina in natura de animais daquela área, além de todas as demais restrições para movimentação de animais susceptíveis à aftosa daquela área para outras partes do país. A nova condição deverá valorizar os animais da região e impulsionar o seu comércio, favorecendo à pecuária regional”.

Veja Também

Plano Safra terá R$ 225,59 bilhões em créditos para agricultores
Campanha de vacinação contra aftosa encerra neste sábado em MS
Governo quer acabar com prazo para cadastro ambiental rural
Fiscais de MS vão ao PR conhecer trabalho de retirada da vacinação contra aftosa
MS tem produção prevista de 9,6 milhões de toneladas de milho
Dia de Campo mostra tecnologias para milho safrinha em São Gabriel
Tereza Cristina quer Brasil com política agrícola definida
Prorrogado prazo para cadastramento de áreas para plantio de milho em MS
Informações sobre a safrinha em MS são divulgadas em material gratuito
Produtores de MS devem atualizar dados durante campanha contra aftosa