Menu
24 de junho de 2018 • Ano 7
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Neto
Em Três Lagoas

Cerimônia de entrega de certificados do Senar/MS mostra importância da educação no Agro

Durante evento, alunos participantes do Agrinho 2017 receberam medalhas de premiação

27 Nov2017Da redação12h37

O Senar/MS – Serviço Nacional de Aprendizagem Rural realizou, nessa sexta-feira (24), no Sindicato Rural de Três Lagoas, a cerimônia de entrega de certificados dos cursos promovidos pela instituição.

Ao todo, foram certificadas 1.293 pessoas que concluíram as capacitações entre 1º de janeiro até o dia 20 de novembro.
No evento, marcado pela emoção dos participantes, o presidente do Sistema Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de MS, Mauricio Saito, falou da importância da qualificação para os jovens do meio rural em prol do desenvolvimento do setor agropecuário.

“O Brasil é um dos 59 países que vive, atualmente, o que chamamos de ‘bônus demográfico’, que tem uma população economicamente ativa mais jovem se comparada à população inativa.  É um fenômeno especial para nosso país e de também de muita responsabilidade por parte das instituições, pois temos que preparar melhor esse público para o mercado de trabalho. Pensando nisso, fico feliz ao ver aqui hoje a casa cheia, com alunos do Senar/MS, que vieram pegar o certificado, porque isso significa que o Sindicato Rural tem realizado um trabalho muito bem feito com a população e que temos um público interessado em adquirir novos aprendizados e em acompanhar a diversificação de matrizes que existe hoje na região."

O presidente do Sindicato Rural de Três Lagoas, Ivan Carrato, falou sobre as ações desenvolvidas, em parceria com o Sistema Famasul. “Nada seria do sindicato sem vocês [Senar/MS e Famasul]. Os cursos de formação profissional rural e promoção social recebem nossa total atenção, na proposta de levar conhecimento ao trabalhador e produtor rural”.
 
AGRINHO 2017

A programação da solenidade também teve a entrega da premiação regional do programa Agrinho, do Senar/MS.

Em Três Lagoas, o Agrinho atende seis escolas e aproximadamente 4 mil alunos.

 “Quero saudar os pais das crianças que receberam, aqui, as medalhas da premiação desta iniciativa, que traz aquilo que nós temos buscado nesses dois anos de gestão: compartilhar conhecimento, focando em temas transversais e atuais, como ética, respeito à diversidade e ao meio ambiente. É assim que contribuímos com a formação de cidadãos melhores”, afirmou o presidente do Sistema Famasul.

Em relação ao alcance do Agrinho e sua transformação social, Carrato afirmou: “Encaramos a necessidade deste programa em Três Lagoas como ferramenta de ensino. Foi um sucesso”. 
Representando a secretaria municipal de educação, Isabel Borges deu destaque à metodologia de ensino aplicada no material desenvolvido pelo Senar/MS.

“O Agrinho trabalha a pedagogia de pesquisa com a interdisciplinaridade, o que é muito importante a ser trabalhado na escola. No material didático, o conteúdo não chega pronto para o aluno, mas desperta a reflexão”, acrescentou Isabel que representou a secretária municipal, Maria Célia Medeiros. 
Participaram do evento, o superintendente do Senar/MS, Lucas Galvan; a diretora-secretária do Sistema Famasul, Terezinha Candido; o ex-presidente do sindicato rural, Marco Garcia; a representante do Comitê Famasul Jovem, Stéphanie Ferreira e os presidentes dos sindicatos rurais de Brasilândia, Adolfo Chorati Cavalhieri e de Paranaíba, Nilo Alves Ferraz.

Veja Também

Colheita do milho safrinha será lançada na segunda-feira em MS
Queda  na produção fará preço do leite subir em MS
Famasul elege nova diretoria neste sábado
Conab inspeciona condições de armazenagem de produtos
Vazio sanitário da soja começa dia 15 de junho em MS
Prazo para quitar dívidas do crédito fundiário está terminando
Plano Safra libera recursos a partir de 1º de julho
Rally da Safra 2018 finaliza avaliação de safrinha em MS
Extendido prazo para inscrições do CAR
Prazo para vacinação contra a febre aftosa é prorrogado em MS