Menu
27 de fevereiro de 2020 • Ano 9
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Agricultura

Atraso no plantio de soja coloca entidades em alerta

Balanço parcial aponta que plantio da safra 2019/2020 não chegou a 50%

9 Nov2019Da redação13h40

O plantio da soja continua atrasado em Mato Grosso do Sul, com 49,5% da safra 2019/20 plantado. O percentual está 37,5% atrás da safra passada no mesmo período do ano e preocupa produtores e entidades em relação ao milho safrinha, que começa a ser plantado após a colheita da soja.

Os números do Siga/MS (Sistema de Informação Geográfica do Agronegócio) mostram que a região sul do Estado está com o plantio mais avançado, em média 50,6%, enquanto a região centro está com 50% e a região norte com 44,9% de média. A área plantada até o momento soma 1,565 milhão de hectares.

Titular da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), Jaime Verruck afirma que há expectativa de aumento de área plantada de aproximadamente 6,18%, passando de 2,979 milhões para 3,163 milhões de hectares.

“Temos o desafio de terminar o plantio nas próximas semanas, de olho no início da segunda safra de milho. Visto que a perca da janela ideal pode comprometer a produção da safrinha e isso tem colocado agricultores e entidades em alerta”, destaca o secretário. O Governo do Estado, bem como a Aprosoja/MS, monitora o andamento da safra pelo sistema do Siga/MS.

Campo Grande (MS) – O plantio da soja continua atrasado em Mato Grosso do Sul, com 49,5% da safra 2019/20 plantado. O percentual está 37,5% atrás da safra passada no mesmo período do ano e preocupa produtores e entidades em relação ao milho safrinha, que começa a ser plantado após a colheita da soja.

Os números do Siga/MS (Sistema de Informação Geográfica do Agronegócio) mostram que a região sul do Estado está com o plantio mais avançado, em média 50,6%, enquanto a região centro está com 50% e a região norte com 44,9% de média. A área plantada até o momento soma 1,565 milhão de hectares.

Titular da Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), o secretário Jaime Verruck afirma que há expectativa de aumento de área plantada de aproximadamente 6,18%, passando de 2,979 milhões para 3,163 milhões de hectares.

“Temos o desafio de terminar o plantio nas próximas semanas, de olho no início da segunda safra de milho. Visto que a perca da janela ideal pode comprometer a produção da safrinha e isso tem colocado agricultores e entidades em alerta”, destaca o secretário. O Governo do Estado, bem como a Aprosoja/MS, monitora o andamento da safra pelo sistema do Siga/MS.

“A expectativa é de que as chuvas iniciem a regularidade a partir desta semana e mantendo o padrão das chuvas até pelo menos o fim da primeira quinzena de novembro. Para o mês de novembro, espera-se acumulados de chuvas acima da média para todas as regiões de Mato Grosso do Sul”, afirma Franciane Rodrigues, coordenadora do Cemtec/MS (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima de Mato Grosso do Sul)

Para a soja safra 2019/2020, estima-se uma área plantada de 3,163 milhões de hectares, com uma produção aproximada de 9,906 milhões de toneladas. A produtividade média deve manter-se em 52,19 sc/ha.

 

 

 

Veja Também

Produtores de soja tem até sexta-feira para registro das áreas
Máquinas inteligentes, econômicas e práticas
Governador participa da abertura do Showtec
Showtec 2020 começa nesta quarta-feira em Maracaju
Previsão de nova safra recorde
Semagro discute criação do fundo privado em defesa da agropecuária de MS
Fundo privado em defesa da agropecuária de MS deve ser criado
Moagem de cana atinge 44 milhões de ton em MS
Embrapa alerta para geada em junho no Estado
Produção de grãos do país na safra 2019/2020 deverá ser recorde