Menu
26 de março de 2019 • Ano 8
Diretor de RedaçãoUlysses Serra Netto
Mega banner segov dengue
Agronegócio

Theresa Cristina defende política de fomento

Na próxima semana ministra da Agricultura terá audiência no Congresso nacional

17 Fev2019Da redação15h22

Em Cabaceiras (PB), neste domingo (17), a ministra Tereza Cristina encerra sua viagem ao Nordeste iniciada há quatro dias. A ministra fará visitas técnicas às cooperativas dos Curtidores e Artesões em Couro e dos Caprino e bovinocultores da região. Tereza Cristina durante a viagem a ministra esteve  acompanhada do secretário de Agricultura Familiar e Cooperativismo do Mapa, Fernando Schwanke.

Tereza Cristina vai propor que Mapa concentre programa de fomento à irrigação para alavancar a produção agropecuária A ministra defendeu também que o Congresso Nacional discuta o decreto assinado pelo ex-presidente Michel Temer, em 28 de dezembro do ano passado, que vai acabar com os descontos para produtores rurais no pagamento das contas de energia elétrica. A ministra disse que ouviu queixas do setor produtivo durante toda a sua visita ao Nordeste. Tanto os pequenos produtores quanto os grandes reclamaram de altos custos da energia, nos quatro estados por onde a ministra passou: Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte e Paraíba.

Tereza Cristina disse que foi convidada a debater o assunto na próxima semana com a liderança do governo na Câmara dos Deputados, onde ela soube que já está havendo uma mobilização contra o fim dos descontos na conta de luz. “O decreto vai contra tudo o que estamos discutindo com o setor produtivo”, disse a ministra aos produtores da Paraíba. Ela explicou, no entanto, que os parlamentares terão de tratar da questão diretamente com a equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes, a quem cabe dar a palavra final sobre o tema.

Na reunião com o setor, Tereza Cristina defendeu também que o Ministério da Agricultura tenha um programa nacional de irrigação para o campo, de forma a tentar melhorar o abastecimento de água para os produtores do Nordeste. Hoje, os programas de irrigação estão vinculados ao Ministério da Infraestrutura. Ela também defendeu o projeto RenovaBio, a política para biocombustíveis que está sendo implementada no Brasil, e disse que vai estudar como fazer a cultura do algodão voltar a crescer novamente no Nordeste.

 

Veja Também

Dourados lidera geração de empregos
Ferramenta gratuita da Embrapa ajuda a tirar dúvidas sobre gado de corte
Com 47 milhões de toneladas de cana, MS supera safra passada
Tereza Cristina anuncia reestruturação da Conab e venda de armazéns
Governo terá Gabinete Itinerante na Expogrande pela 4° vez
Sindicato Rural de Campo Grande elege novo presidente
Governo abre inscrições para empresas de classificação de carcaças
Soja terá quebra de produção
Milho deve atingir 9 milhões de toneladas
Apicultores de MS são orientados para combater pequeno besouro das colmeias